CBShalom

Loading...

BEM-VINDO...BIEN VENIDO...WELCOME

Estamos iniciando nosso blog que pretendemos manter ativo, informativo, renovado e interativo com nossos amigos.
Será, sem dúvida, provocativo pelo seu teor de temáticas de abordagens sobre a espiritualidade no Reino de Deus.


Porém, sempre uma espiritualidade de valores transcendentais encarnados no quotidiano da vida. Jamais, ópio alienante da realidade tanto existencial como eterna, em Cristo Jesus.


Sejam todos bem-vindos ao nosso blog Caminho do Reino...

CBShalom Internacional

Loading...

Qual a diferenca entre religiao e reino de Deus?

Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 7 de julho de 2011

      
Por Ap. Jota Moura

Levantou-se naquela mesma noite...e transpôs o vau de Jaboque. (Gn 32.22)

Jaboque significa literalmente lugar da travessia, esvaziamento e transbordamento espiritual. Foi nesse vale que o patriarca Jacó lutou com o Anjo do Senhor. Alí ele se rendeu ao Senhor, foi transformado em seu velho caráter trapaceiro e recebeu um novo nome, Israel, Príncipe de Deus vitorioso! . Jaboque  é o lugar onde o povo de Deus descobre o segredo do poder contra todo pecado que  o assedia. Não pode haver vitória gloriosa sobre o ego e o pecado enquanto você não for a Jaboque.
Vejamos as três travessias da vida crista vitoriosa.

1.    TRAVESSIA DO MAR VERMELHO
A travessia do mar Vermelho representa sair do sistema e espírito do mundo. Fala de um novo começo de vida com Deus. Simboliza "ser salvo". Muitos do povo de Deus saem do Egito, mas nunca entram na Terra Prometida. Ficam presos no deserto da incredulidade, do medo, da confusão, da murmuração e da rebelião . Deixam o mundo, mas nunca entram na alegria do Senhor.

2.    TRAVESSIA DO RIO JORDÃO
O rio Jordão representa um compromisso de se manter fiel com o Senhor. Batismo nas águas! Leitura da Bíblia! Vida de oração! Testemunho! propósito de crescer em Cristo! É um passar para uma vida de louvor e adoração. Para muitos, a Terra Prometida representa a plenitude do Espírito Santo. Um batismo no, e com, o Espírito Santo. Os filhos de Israel entraram na Terra Prometida. Receberam sua herança. Mas nunca entraram efetivamente no repouso que Deus desejava que entrassem! Esses filhos de Deus, tementes a Ele, dirigidos pelo Espírito Santo, ainda tinham pecado no coração! Tinham corações presos à luxúria secreta e à idolatria. Deus disse, em relação a Israel "que não puderam entrar por causa da incredulidade...Portanto, resta um repouso para o povo de Deus" (He 3:19-4:9).
É possível ser salvo, cheio do Espírito, totalmente dedicado à obra do Senhor, e ainda estar preso a um pecado secreto! É possível expulsar demônios no nome de Cristo, curar os enfermos, realizar milagres, discernir, produzir grandes obras, tudo em nome de Jesus Cristo - e ainda ser um obreiro da iniqüidade amarrado ao pecado.Durante anos tenho lutado com a teologia da vitória total contra o pecado! Não quero dizer "perfeição sem pecado". Quero dizer libertação do cativeiro a todo pecado que o esteja afligindo constantemente! Pouca gente estudou mais do que eu quanto à doutrina da santificação.

3.    TRAVESSIA DO VALE DE JABOQUE
Jaboque era um rio tributário do Jordão, no vale do mesmo nome. Era um lugar abandonado. O nosso Jaboque tem de ser enfrentado a sós. Você pode atravessar o mar Vermelho com uma valorosa multidão de remidos que deixa o Egito. Você pode atravessar o rio Jordão com o vitorioso exército do Senhor em torno. Mas atravessará o vale de Jaboque  só! Sem conselheiros, amigos ou ajudadores. É uma luta pessoal - só entre você e o Senhor."Jacó porém ficou só; e lutou com ele um varão, até que a alva subia" (Gen. 32:24).
Jaboque é onde o Jacó (velha natureza) em nós dá o último suspiro. É onde Deus trata conosco não apenas em relação ao pecado, mas em relação ao nosso próprio caráter.Jacó era um homem desesperado com seus problemas. Deus o colocou contra a parede. Ele estava voltando para sua terra após muitos anos, por sua herança. Esaú, o irmão de quem havia usurpado a primogênitura, estava indo em sua direção com um exército de 400 homens.Jacó havia amadurecido de várias maneiras. Ele agora era um pai amoroso. Era obediente ao Senhor, e seguia a ordem de Deus para voltar ao lar. Ele amava a verdade. Era um homem humilde, de oração. Ouça sua prece:"Menor sou eu que todas as beneficências, e que toda a fidelidade que tiveste com teu servo..." (Gn32:10).
Mas esse servo de Deus - humilde, obediente, de oração, temente ao Senhor, amante da fidelidade - continuava em processo de conciliação e tratamento! Isso quer dizer: "ceder ao perigo para evitar problema". Paz a qualquer preço inclui concessão!Em vez de confiar em Deus na crise, ele aparou as arestas. Tentou inventar um jeito de enfrentar o problema. Dividiu o gado em diferentes rebanhos, enviando-o á frente para abrandar o coração do irmão. Bombardeou Esaú com ondas sucessivas de presentes de cabras, camelos, touros, ovelhas, mulas e carneiros."Porque dizia: Eu o aplacarei..." (v. 20).
Apaziguamento! É nisso que multidões de cristãos entraram! Então vez após outra, nós apaziguamos! Pecamos e confessamos, choramos e confessamos, tentamos descobrir uma saída. Sim, as arestas, os esquemas, as justificações, as desculpas, os planos - tudo em vão. Parecemos fracos contra necessidades e desejos devastadores.
Obediente! De oração! Buscando a fidelidade! Humilde! Amoroso! Bondoso! Temente a Deus! Mas continua aquela raposinha! Permanece uma resistência secreta no fundo do coração. Continua o apaziguamento, a maquinação - continua um ídolo em pé - ainda não totalmente entregue. Ainda não sob o senhorio total de Cristo.Vamos ao Jaboque, o Encontro da Plenitude. Ali o Senhor Jesus Cristo nos espera para fazer a grande metamorfose...Jacó em Israel. E o abençoou alí! Gn 32.29e) Benção pura! Te vejo lá..

Honolulu(HI) Julho 02, 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.